Voltar

05/07/2017

Projeto “Protestos Seguros” promove visita de membros da Polícia Militar de SP a polícias do Reino Unido

Desenvolvido pelo Sou da Paz, intercâmbio técnico visa obter referências de países com experiências bem sucedidas na gestão de manifestações

Como parte do projeto “Protestos Seguros”, que tem por objetivo prevenir episódios de violência em São Paulo durante protestos e manifestações, o Instituto Sou da Paz, em parceria com a Polícia Militar, realiza um intercâmbio técnico internacional em Londres (Inglaterra) e Belfast (Irlanda do Norte), países que possuem grande experiência na condução de manifestações e protestos.

Durante os dias 5 e 11 de julho, Ivan Marques, diretor-executivo do Instituto Sou da Paz, e Bruno Langeani, gerente da Área de Sistemas de Justiça e Segurança Pública do Instituto, acompanharão dois oficiais da polícia militar, que conhecerão experiências das polícias dos dois países na gestão de protestos, além de se reunirem com representantes de organizações de direitos humanos, como a Committee on the Administration of Justice, da Irlanda do Norte, e a Anistia Internacional, que possui sede na Inglaterra.

A visita começará pela Irlanda do Norte, quando os membros da Polícia Militar e a equipe do Sou da Paz visitarão o Centro de Treinamento de Distúrbios Civis, em Belfast, onde terão reuniões para compreender a legislação e atuação da polícia bem como acompanhar ‘in loco’ um treinamento de preservação da ordem pública durante manifestações. A segunda parte do intercâmbio será na Inglaterra, onde a equipe visitará a Scotland Yard, a polícia metropolitana de Londres, cuja sala de operações especiais é dotada de diversas ferramentas para tomada de decisões em protestos e manifestações.

visita

Ainda em Londres, em uma visita ao Centro de Treinamento da Polícia Metropolitana de Londres - Metropolitan Police Specialist Training Centre (MPSTC) a equipe terá a oportunidade acompanhar um treinamento com simulações de protestos violentos para entender as estratégias e táticas da polícia inglesa e observar experiências de gerenciamento de multidões.

“O intercâmbio com outras polícias com experiência de muitas décadas na gestão de protestos é de fundamental importância para um aperfeiçoamento constante de práticas da Polícia Militar”, comenta Ivan Marques, diretor-executivo do Instituto Sou da Paz.“É importante que a sociedade civil esteja presente e dialogando sobre a gestão de protestos, para que o direito à manifestação seja garantido e para que possamos caminhar para um número cada vez menor de episódios de violência e uma relação cada vez maior de confiança entre polícia e sociedade”, diz.