Voltar

08/09/2017

Sou da Paz participa de sessão da OEA de apresentação da Campanha Instinto de Vida

Organizações da América Latina e Caribe se reúnem para mostrar como reduzir a violência letal na região

 

Como Prevenir e Reduzir a Violência Letal na América Latina e no Caribe? Este é o tema do evento que acontece hoje, 08 de setembro, em Washington (EUA), com participação do Instituto Sou da Paz. A iniciativa é realizada pela Organização dos Estados Americanos (OEA) e pela Campanha Instinto de Vida, coalização de organizações não-governamentais da América Latina que atuam pela redução dos homicídios.

Com objetivo de mostrar como controlar fatores de risco para homicídios, o Instituto Sou da Paz aborda a importância do controle de armas de fogo, considerando que 66% das mortes intencionais são causadas por meio desse instrumento na região (UNODC Global Study on Homicide – 2013). Além do painel “Fiscalização e Controle de Fatores de Risco”, integrado por Ivan Marques, diretor-executivo do Instituto, outros dois acontecem no dia: “Fortalecimento dos Sistemas de Investigação Criminal” e “Proteção de Grupos em Situação de Vulnerabilidade”.

site.[1]

“A mobilização contra a violência alarmante na América Latina e Caribe é urgente: embora correspondam a apenas 8% da população mundial, concentram 38% dos homicídios”, afirma Ivan.

Projeções do Observatório de Homicídios do Instituto Igarapé, que também faz parte da Campanha Instinto de Vida, indicam que essas mortes tendem a crescer ainda mais caso nenhuma ação de enfrentamento seja adotada. “Em convergência, a campanha busca contribuir para a implementação de políticas públicas capazes de reduzir homicídios ao longo dos próximos 10 anos”, completa. 

 

Assista à transmissão do evento na íntegra. Ivan Marques, diretor-executivo do Sou da Paz, fala entre 2:28:37 e 2:49:19: