Voltar

Segurança Pública

O Instituto Sou da Paz procura incentivar a criação de leis em temas de segurança pública incentivando discussões sobre a reforma das polícias, a criação de um sistema único de segurança e a integração entre os órgãos do sistema de justiça.

O Sou da Paz também procura influenciar o Poder Executivo federal, estadual e municipal, de forma a contribuir com a implementação de políticas públicas de segurança democráticas e com resultados efetivos na redução da violência e criminalidade.

Controle de Armas

O controle de armas é um dos pilares fundamentais para uma política de segurança pública consistente e o Sou da Paz atua nesta temática em diversos âmbitos, nacional e internacionalmente.

No Brasil, os princípios que norteiam a atuação são impedir que interesses econômicos da indústria pautem as alterações legislativas na área de controle de armas e garantir que as mudanças e aperfeiçoamentos caminhem no sentido de melhoria da segurança pública.

Tratado de Comércio de Armas

No começo da década de 2000, quando organizações da sociedade civil começaram um movimento para a construção de um tratado que regulasse um mercado que movimenta US$ 60 bilhões de dólares por ano, poucos países acharam que um acordo era possível.

O Sou da Paz participou ativamente, com organizações da sociedade civil e junto ao Governo Brasileiro, para que a aprovação do Tratado de Comércio de Armas se tornasse realidade. Este tratado visa erradicar o comércio ilícito de armas internacionais, bem como prevenir o desvio dessas armas e promover a cooperação e transparência entre os países membros.

O Brasil, que está entre os cinco maiores exportadores de armas pequenas e leves, já assinou o tratado, mas ainda não ratificou.

Nesta área o Instituto compartilha documentos e estratégias que cobrem o período de aprovação do tratado e o esforço atual para garantir que passe rapidamente a vigorar.